Óbidos Parque vê nascer um novo edifício

09 Janeiro 2023 - Óbidos Parque

Já avançaram as intervenções no lote nº 2 do Óbidos Parque - Parque Tecnológico de Óbidos, com vista à construção do futuro edifício-sede da empresa Manusystems.

É a terceira obra a nascer na envolvente dos Edifícios Centrais, fruto da operação imobiliária desencadeada em meados de 2019 e que resultou, entre 2019 e 2021, na venda de 10 lotes a nove empresas.

“O nosso projeto contempla dois edifícios, A e B. Por agora, avançamos com o edifício A, que irá acolher um total de 20 colaboradores”, explica Arnaldo Santos, diretor-geral da Manusystems.

“Este edifício foi projetado para tirar o máximo partido da projeção solar. Toda a sua envolvente permite esse aproveitamento energético. A ideia é alcançarmos a neutralidade carbónica, através da utilização de ‘energias verdes’”.

“É uma excelente notícia aquela que agora partilhamos”, começa por dizer Miguel Silvestre, diretor-executivo do Óbidos Parque. “Vamos acolher a Manusystems, uma empresa inovadora e uma referência na sua área de atuação, o que é importantíssimo para o posicionamento do próprio parque e para a valorização da sua oferta”.

No arranque de um novo ano, “prosseguimos assim com a estratégia global de expansão do parque tecnológico, o que nos deixa profundamente satisfeitos e otimistas para 2023”.

Sobre a Manusystems

A Manusystems - Manutenção de Sistemas Unipessoal Lda., atualmente em atividade na Zona Industrial de Caldas da Rainha, foi criada em 2006, tendo como principal atividade a manutenção de sistemas.

Começou por assegurar diversos contratos em várias unidades industriais, edifícios públicos e particulares, especialmente na zona Oeste, assumindo a gestão de pequenos sistemas de captação, produção e distribuição de água para fins industriais específicos ou para consumo humano.

A aposta em recursos humanos especializados, na melhoria de processos e na utilização de tecnologias inovadoras levou ao crescimento da empresa, que ganhou cada vez maior relevância no setor da água de consumo humano.

Associou-se também a empresas estrangeiras de elevada competência, que dotaram a Manusystems de produtos e tecnologias de referência no mercado europeu.

Atualmente a Manusystems está presente em diversos países, em especial no Brasil, Alemanha e Espanha.

Edifício da Gadget Priority foi o primeiro a ficar concluído

O primeiro edifício a ser construído no âmbito da operação imobiliária iniciada em 2019 ficou concluído em 2021. “Precisávamos de ter o nosso próprio espaço, com outras dimensões, com mais salas de trabalho, e quisemos construí-lo aqui, no parque, onde já criámos os nossos laços e as nossas relações com a comunidade”, justificava na altura António Matias, responsável pela Gadget Priority, empresa de eletrónica e desenvolvimento de produtos como rádios, antenas e gadgets.

À Gadget Priority seguiu-se a construção da nova casa da Softpack, empresa da comunidade Óbidos Parque, e que deverá estar concluída em breve.

Para além de responder “ao crescimento orgânico da empresa”, “queremos que este edifício proporcione a todos os colaboradores uma experiência de trabalho mais agradável, estimulante e colaborativa”, afirma Luís Cunha, responsável pela tecnológica.

Recorde-se que, em 2019, foram vendidos, em hasta pública, oito lotes para construção, na sua maioria a empresas já instaladas nos edifícios centrais. Em 2021, dois novos lotes foram vendidos.


© 2020 Parque Tecnológico de Óbidos | Powered by Impactwave